Novo Aldeia do Paraíso - Angola Ver maior

Aldeia do Paraíso - Angola

Novo produto

História de três famílias, das muitas que, fugindo de uma vida sem futuro, ou por insatisfação da que tinham, partiram, certo dia, de Portugal, em busca de novos horizontes, de novas e melhores condições ou de outras aventuras na terra promissora que era África.

Mais detalhes

10 Itens

15,00€

Adicionar à Lista de desejos

Mais informação

História de três famílias, das muitas que, fugindo de uma vida sem futuro, ou por insatisfação da que tinham, partiram, certo dia, de Portugal, em busca de novos horizontes, de novas e melhores condições ou de outras aventuras na terra promissora que era África.
A maioria das pessoas saíram da sua terra de nascimento onde existiam situações bem complicadas, de difícil sobrevivência e de absoluta carência, desde a alimentação à educação escolar. Muita dessa gente não conseguia sequer fazer a escola básica, pois a miséria obrigava-os a trabalhar na terra, para sustento deles e da família.
Outras havia que, embora possuíssem melhores condições económicas, e não só, havendo até, algumas com formação académica, como é o caso de uma das famílias que faz parte desta história, mas que, por sentirem o chamamento de África, partiram, levando com eles a coragem e o espírito imbuído pelo desejo da aventura.

A história que se aconchega neste livro de ficção pretende, somente, e de maneira simples, sem querer ter a veleidade da intelectualidade, mostrar como se vivia no interior daquele imenso território de dimensões continentais que é Angola. Gente que tinha como ambição viver em paz, de um modo mais desafogado, que fosse bem diferente daquele que a sua terra lhes proporcionava. Iam para Angola para trabalhar e não para fazerem turismo. E trabalhavam arduamente para conseguirem o que antes lhes era vedado, na metrópole.

E estas três famílias são o exemplo da tenacidade e da luta pela sobrevivência, recusando entregar-se ao comodismo da espera que as coisas lhes caíssem do céu. Instalaram-se numa pequena aldeia remota, no meio da imensidão de uma fantástica floresta, onde tinham, como principais vizinhos, a paz, as flores, as aves e seus encantadores chilreios, os cheiros e a praia fluvial de um sereno rio. Era o paraíso, aliás, assim se chamava aquela minúscula povoação, Aldeia do Paraíso.
Aldeia da serenidade, do silêncio, dos perfumes e da paz, e até da prosperidade obtida com duro trabalho.
Mas eis que, a partir de certo dia, tudo que havia sido construído até aí desmoronou-se, transformando-se em inquietude, dor, tristeza, frustração, perda e morte.

O AUTOR
José Carlos Moutinho, nasceu no Sobralinho. Vila Franca de Xira em Junho de 1944.
Ainda jovem saiu de Portugal e foi para Angola, daí para o Brasil e finalmente para Portugal.
Trabalhou sempre na área farmacêutica e aos 22 anos iniciou-se na Informação Médica, tendo exercido essas funções em Angola e Brasil, até 1980.
Em Portugal foi empresário na Industria hoteleira, na cidade da Maia, onde ainda hoje, habita.

Avaliações

Sem avaliações neste momento.

Escrever uma avaliação

Aldeia do Paraíso - Angola

Aldeia do Paraíso - Angola

História de três famílias, das muitas que, fugindo de uma vida sem futuro, ou por insatisfação da que tinham, partiram, certo dia, de Portugal, em busca de novos horizontes, de novas e melhores condições ou de outras aventuras na terra promissora que era África.

1 outro produto na mesma categoria: