Shangai Dream

978-989-54880-1-8

Novo produto

Um drama profundamente humano, ambientado na II Guerra Mundial, que aborda o tema quase desconhecido da imigração forçada dos judeus para a China e assinala a estreia no nosso país do trabalho do desenhador português Jorge Miguel para o mercado franco-belga.

Mais detalhes

Aviso: Últimos itens disponíveis!

18,11 €

-20%

22,64 €

Adicionar à Lista de desejos

Mais informação

Berlim, 1938. Bernhard e Illo, um jovem casal apaixonado um pelo outro e pelo cinema, sonham em conseguir filmar a comédia romântica que Illo escreveu... mas com o aproximar da Segunda Guerra Mundial, o tempo não está para comédias românticas, muito menos escritas por judeus. Perante o clima de perseguição anti-semita instalado, ao casal só lhe resta fugir do nazismo e abandonar Berlim, partindo para o exílio. Praticamente sem bens, para além do guião do filme, conseguem embarcar num navio com destino a Xangai - uma cidade efervescente e enigmática onde imaginam poder recuperar a liberdade... mas a que custo?

Um drama profundamente humano, ambientado na II Guerra Mundial, que aborda o tema quase desconhecido da imigração forçada dos judeus para a China e assinala a estreia no nosso país do trabalho do desenhador português Jorge Miguel para o mercado franco-belga.

A edição de Shanghai Dream é a primeira colaboração entre duas das principais editoras de banda desenhada portuguesas, A Seita e a Arte de Autor, que pretendem desta feita trazer aos leitores portugueses a obra de um dos principais autores de BD nacionais, que os leitores portugueses ainda não conhecem. A edição portuguesa desta obra reúne os dois álbuns originais, num volume de 120 pgs. em formato franco-belga, que para além da história completa inclui também um conjunto adicional de extras inéditos.

Sobre os autores

Nascido na Amadora em 1963, Jorge Miguel iniciou a sua carreira artística como ilustrador, tanto no campo editorial, como na pintura. Na BD a sua estreia deu-se com uma biografia de Camões, a que se seguiu O Fado Ilustrado. Desde 2012 que trabalha exclusivamente para o mercado francês, na mítica editora Humanoïdes Associés em livros que abordam temáticas tão diversas como o terror, em Z comme Zombies, o thriller em Seul Survivant e Arène des Balkans, a ficção cientifica em Les Décastés d’Orion, e o drama histórico neste Shanghai Dream. Uma produção vasta e de grande qualidade gráfica, que estranhamente permanecia inédita em Portugal. Até agora.

O escritor francês Philippe Thirault nasceu em 1963, e iniciou a sua carreira profissional em 1997 com Lucy, um western moderno, a que se seguiram vários romances policiais. A sua estreia na BD dá-se na Humanoïdes Associés com Miss, uma série policial desenhada por Marc Riou e Mark Vigoroux. Seguiram-se mais de três dezenas de argumentos de diversos géneros assinados para as principais editoras francesas, como a Humanoïdes ou a Delcourt. Destacamos na sua obra o livro Arène des Balkans, a sua primeira colaboração com o desenhador Jorge Miguel, antes deste Shanghai Dream, originalmente concebido como argumento para uma longa metragem, cujos direitos foram comprados pela Humanoids, e transformado em história em banda desenhada pela dupla.