Promoção O Lápis Surdo Sou Eu Ver maior

O Lápis Surdo Sou Eu

Novo produto

"O Lápis Surdo sou eu" é um livro de Ramiro S. Osório que, apesar de ter sido premiado pela A.P.E. (Associação Portuguesa de Autores), continuava inédito em Portugal.

Mais detalhes

3 Itens

Aviso: Últimos itens disponíveis!

13,01€ sem IVA

-10%

14,45€ sem IVA

Adicionar à Lista de desejos

Mais informação

"O Lápis Surdo sou eu" é um livro de Ramiro S. Osório que, apesar de ter sido premiado pela A.P.E. (Associação Portuguesa de Autores), continuava inédito em Portugal. No entanto, publicado no Brasil, foi seleccionado pelo Ministério da Educação e a editora vendeu 38.882 exemplares (exactamente), antes de destruir os 2.184 que restavam em stock. (Em Maio 2015).
Desde então, o escritor lutou continuamente até que enfim conseguiu ressuscitá-lo em Portugal, onde foi finalmente  lançada a versão integral dos 16 contos, com desenhos do autor e chancela da Sulfúria Edições.

“Tenho uma simpática conta aberta com esse poeta escondido que dá pelo nome de Ramiro S. Osório que aplica agora a sua força poética, a jocosidade surreal, a vontade de dizer outra coisa do que diz, à literatura infantil. (...) As situações que cria correspondem ao imaginário infantil e aí, OS CONTOS DO LÁPIS SURDO ganham.” (Jorge Listopad, Diário de Notícias)

“Eis-nos perante um livro que exerce sobre o leitor um especial fascínio. Nele tudo se mistura: a aventura da escrita, o sortilégio das situações, a invenção da vida, a vida da imaginação, uma dinâmica real-irreal de muitos curiosos efeitos, como na história ‘A caminho da escola’, a força, o encanto, a inteligência no olhar das ilustrações ou, como no livro se diz, das imagens." (Mário Castrim, Diário de Lisboa)

“Requintado cultor do ‘nonsense’ se revela Ramiro Osório, no livro Contos do Lápis Surdo, uma estreia estimulante - para autor e leitores - distinguida pela A.P.E. (Natércia Rocha, Breve História da Literatura para Crianças em Portugal)

Sobre a edição integral, no Brasil:

“Com linguagem leve, espontânea e muito próxima da falada. Inovador, o autor desconstrói os signos, inventando para eles novas funções, sem abrir mão da poesia.O leitor não se deve assombrar com a aparente insensatez dos diálogos ou a carta inacabada de Lena para Ivo. São recursos provocativos que servem para nos dizer que a literatura segue por onde ela quer. Sempre nos causando espanto.” (Folha de S.Paulo)

“Nesta edição, as ilustrações são também de Ramiro S. Osório, num caleidoscópio de cores e de formas. Reproduzem sonhos, pensamentos absurdos, surpresas... E a literatura não seria isso: o que nos leva ao desconhecido de nós mesmos, aos sustos?” (Ninfa Parreiras, Blog Canto Crônica)

“Com temas revigorados e técnica literária singular, o autor, Ramiro S. Osório, além do uso afiado da ironia, constrói fantasias percorrendo o caminho do absurdo.Nos 16 contos, tudo se mistura: a aventura da escrita, o sortilégio das situações, a invenção da vida, a vida da imaginação... (...) Instigante, a literatura escolhida por Ramiro se apresenta inovadora. Inovadoras são também as ilustrações que ele próprio criou para pintar as histórias. ‘Que tal se, em vez de verem a minha história, a lerem tal como eu a pinto?’.” (Os Muitos e Inusitados Caminhos da Literatura)

Avaliações

Sem avaliações neste momento.

Escrever uma avaliação

O Lápis Surdo Sou Eu

O Lápis Surdo Sou Eu

"O Lápis Surdo sou eu" é um livro de Ramiro S. Osório que, apesar de ter sido premiado pela A.P.E. (Associação Portuguesa de Autores), continuava inédito em Portugal.

1 outro produto na mesma categoria: