Promoção Narrativa Póstuma Ver maior

Narrativa Póstuma

978-989-54775-2-4

Novo produto

Autor: Orlando Ferreira Barros

PRÉ-VENDA: Entregas a partir de 01/11/2021

Quando um caçador numa alvorada escura é atraído pelo ronronar monótono de uma viatura nas ruínas do Convento de S. Francisco do Monte, em Viana do Castelo, vai encontrar um amigo assassinado. (...)

Mais detalhes

16,13 €

-10%

17,92 €

Adicionar à Lista de desejos

Mais informação

Páginas: 478
Capa: mole
Tamanho: 155 x 230
Edição: Novembro 2021
Tema: Literatura/Thriller e Policial

Sinopse:

Quando um caçador numa alvorada escura é atraído pelo ronronar monótono de uma viatura nas ruínas do Convento de S. Francisco do Monte, em Viana do Castelo, vai encontrar um amigo assassinado. Convidados dois elementos da Polícia Judiciária de Braga - estes partilhando um áspero convívio profissional - a situação desenvolve-se para lá do esperado, já que têm lugar mais dois crimes.

Narrativa Póstuma de um Cadáver Afogado em Nevoeiro é muito mais que um policial intrincado. É o registo de uma teia de relações sociais, com traições, incesto, tráfico de droga, homofobia.

Num recurso literário só possível na ficção, o leitor vai conhecendo aos poucos o que aconteceu, lendo as mensagens póstumas deixadas pela vítima, mas sem que isso retire interesse ao desenrolar dos acontecimentos.

Sobre o autor:

Orlando Ferreira Barros é natural de Leiria, estavam os Aliados às portas de Berlim, viveu nesta cidade uma infância e uma adolescência muito ricas em experiências. Em Lisboa, durante as greves universitárias, solidificou a sua consciência política. Licenciado pela Universidade de Lisboa, doutorado pela Universidade de Santiago de Compostela. Vive em Viana do Castelo. Na sua vasta obra, com 23 originais, destacam-se vários prémios literários em teatro, prosa ficcionista e poesia, entre os quais: Prémio Literário Universidade do Porto: Com Duas Pedras na Mão (levado à cena no Teatro da Comuna); Prémio Literário Intersindical (teatro para a infância): Ariô-Arielle; Prémio Literário Secretaria de Estado da Cultura: A Caravela que Não Arribou; Prémio Literário Manuel Teixeira Gomes: Quando o Velho Fauno Sentiu o Empurrão da Morte; 2.º Prémio Literário Manuel Teixeira Gomes: O Gordo ou a Manipulação do Espelho; Prémio Literário cidade de Araguru (teatro): As Noites Brancas de Branca Dias; Prémio de poesia João da Silva Correia (Câmara Municipal de S. João da Madeira).
Na cidade onde reside animou um círculo de Poesia e orientou grupos de teatro amador para os quais escreveu vários originais.