Novo Promoção Vem dormir comigo até ser Sol Ver maior

Vem dormir comigo até ser Sol

9789899518544

Novo produto

Autor: Salvador Coutinho 

Vem Dormir Comigo até ser Sol efabula a greve da Mabor, hoje Continental Mabor, ocorrida logo após o 25 de Abril, entre Junho e Agosto de 1974, e que causou enorme impacto no concelho, na região e no país. (...)

Mais detalhes

12,74 €

-10%

14,15 €

Adicionar à Lista de desejos

Mais informação

Páginas: 130
Capa: mole
Tamanho: 148 x 228 x 10 mm
Tema: História de Portugal

Sinopse:

Vem Dormir Comigo até ser Sol efabula a greve da Mabor, hoje Continental Mabor, ocorrida logo após o 25 de Abril, entre Junho e Agosto de 1974, e que causou enorme impacto no concelho, na região e no país.

Salvador Coutinho. Poeta, novelista, contista e romancista, comemora no presente mês cinquenta anos de vida literária. Com uma dúzia de livros já editados, muitos dos quais esgotados ou reeditados, este autor mantém uma prosa jovial onde o português vai sendo cada vez mais recriado, despontuado, numa métrica que os anos foram tornando mais rigorosa, segura e original.

Sobre o autor: 

António José Salvador Coutinho nasceu em Espinho, em 1935, e reside em Vila Nova de Famalicão desde 1944. Advogado, licenciou-se em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra como aluno voluntário enquanto trabalhador da fábrica de pneus Mabor.

Foi jogador de futebol e de hóquei em patins - defesa da Seleção do Minho. Detém a medalha de mérito desportivo atribuída pelo Famalicense Atlético Clube a 12 de novembro de 1956.

Foi presidente do Congresso da Federação Portuguesa de Columbofilia e detém a Medalha Dourada da mesma Federação.

Como trabalhador, ajudou à consciencialização democrática dos trabalhadores antes do 25 de Abril e, junto de vários sindicatos, desenvolveu, já como advogado, ações de preparação para a cidadania (o que lhe valeu ser submetido a dois interrogatórios pela polícia política do regime de então – PIDE/DGS).

Iniciou-se na poesia e na prosa com colaborações em vários jornais, nomeadamente na Estrela do MinhoEstrela da ManhãNotícias de Famalicão e Democracia do Norte. Foi criador do 1.º Suplemento Literário do Notícias de Famalicão.

Editou o primeiro livro de poemas, Eu, em 1957. Ao longo de mais de 60 anos publicou romances, novelas, contos e poesia. Estou a Saber Como Esperar-te é uma antologia, celebrando uma vida também dedicada aos versos.